domingo, maio 18, 2008

Chá de segredos

Quando ele chegar, ela não estará mais aqui. Terá partido com suas bolsas, canções e livros para seu mundo diferente. Terá comprado uma cortina de renda renascença branca, aquela que sempre desejou desde menina e não encontrava por onde andava. Ela estará mais calma e mais bonita. Com menos futebol e mais literatura colada no corpo e na alma, como uma cor que vai tomando forma e se espalhando. Até receitas novas de bolos ela vai preparar para seu novo bem. Com chá, claro. Pois com o sofrer, ela aprendeu que o chá segreda poesia.

Quando ele for visitá-la, ela irá sorrir e será mesmo muito educada. Suas mãos irão aveludar e acolher suas angústias de outrora. Ele vai amá-la muito. Mas ela não mais. Seus olhos dirão em silêncio que o tempo passou e que as chuvas e os ventos gentis levaram, aos poucos, tudo embora.

Quando ele chorar sem lágrimas, mas com pesar de todo acontecido, ela vai lhe mostrar uma janela com chocolates e possibilidades. Ele vai entender, agradecer e partirá para nunca mais voltar.

2 Comments:

OpenID diariointramuros said...

Tá bão demais isso aqui, mulher. Delícia te ler. Montes de beijos.

6:02 AM  
Blogger Madalena said...

Incrível. Pura libertação!
Beijos com muitas saudades.
Juju

11:38 AM  

Postar um comentário

<< Home