segunda-feira, fevereiro 11, 2008

Fico à espera de um vôo...

Fui mordida por um bicho que acabou com toda minha paciência e está corroendo toda minha calma, meu sossego, minha paz. Tô com dor de cabeça, to com dor de barriga e nem chazinho anda fazendo efeito mais.

Eita, que este bicho da ansiedade ainda me mata!!! Sem dó, nem piedade, me deixa aqui nesta espera insana e doída. Eu quero a minha resposta. Ela inteirinha só pra mim: gordinha e bem boa, como foi no sonho que sonhei.

Depois a gente vê como faz todas as outras coisas... A borboleta precisa alçar vôo, caso contrário ela morre.


2 Comments:

Blogger Madalena said...

Amiga, lembre-se sempre que a vida é ciclo... e que, se for o melhor, vai ser e vai ser pra valer.
E nunca se esqueça: quando a realidade apertar, alce as asas, que já tem desde sempre e... voe! ;)
Bjão, sempre torcendo!
Juju

3:13 PM  
Anonymous "Anônimo" (ra ra ra ra ra!!!) said...

Vou repetir de novo o que já disse incontáveis vezes pra essa jornalista querida que Deus me deu:

Calmonzinha, a sua reposta não é um para-quedista que virá caindo do céu não, filhota!

Antes, ela é resultado de trabalho duro (nenhuma resposta brota em testas secas...), de busca intensa, de inquieta e obstinada sanha de encontrá-la. Repostas são frutos, não sementes.

E mesmo que lá na frente você descubra que a resposta é "não", já será um "sim". Não achar a resposta, não BUSCAR a resposta, já é em si o "não".

O "não" que se encontra é real, mas não definitivo. O "não" que não se encontra (mas que se tem porque não se o buscou) é a dúvida eterna do "e se...?"

Então, amada Mô, levanta a bunda (picada de injeção) da rede e vá pro atelier da sua vida construir a sua resposta! Você vai ver como ela vai ficar muito, mas muito mais bonita, completa e respondente do que aquela uma que você sonhou — além de arrancar pela raiz e de uma vez por todas a ansiedade...

Beijo enooooooooooooooooorme!!! :-D

2:05 PM  

Postar um comentário

<< Home