segunda-feira, março 24, 2008

Trenzinho Caipira

“Lá vai o trem sem destino, lá vai a vida rodar...”

Nossa, quanta poeira por aqui! O tempo passou, a história se desenrolou e as minhas divagações ficaram sem visitar este cantinho tão cúmplice, tão ponto de encontro de pessoas maravilhosas da minha vida.

Pois saibam todos que o trem viaja e pede passagem para mais e mais montanhas atravessar. Tudo é muito rápido, muito ligeiro, nem dá tempo para festejar. Mas meu coração pulsa acelerado, apaixonado por este mundão a desvendar. Dá medo, da felicidade, mas não dá para pestanejar. Um sonho, um desafio, um futuro a conquistar. E quando penso em todo caminho percorrido, dá vontade de chorar. Quanta ansiedade, Deus do Céu. Quanta luta, quanta vontade, quanta coisa para falar.

Mas o trenzinho vai seguindo, com sorriso de menino, num agradável sacolejar. E espero todos vocês na estação quando chegar. Para todas as histórias, alegrias e angústias poder compartilhar.

5 Comments:

Anonymous Anônimo said...

eu adoro suas palavras...
bj

9:52 PM  
Anonymous "Anônimo" said...

Me espera na estação? Prefiro viajar junto, Calmonzinha! ;-)

8:40 AM  
Blogger Madalena said...

Ah, bem vinda de volta! A esse cantinho, aos nossos encontros e conversas, aos sonhos compartilhados! E que lindo texto pra nos afagar, amiga... verdadeiro poema!
Tudibão pra ti e continuamos na caminhada. Juntas!
Beijos,
Juju

3:39 PM  
Blogger Carolina said...

Mô, que coisa linda! Novas estações, novos rumos! Pode chorar que é de alegria!
Saudade demais.
Bjo.

8:50 AM  
Anonymous Anônimo said...

Mô, você é uma fofa! Só bonitos são capazes de tanta poesia. E me veio uma professia: o moço que for ser teu bem querer vai ter essa pegada de menino de alma tranqüila, também.
Beijos,

4:54 PM  

Postar um comentário

<< Home