sexta-feira, novembro 09, 2007

Hoje é dia de Feira!

Fernando chegou às 4h30 com seu caminhão das verduras. Eu acordei às 4h, com receio de perder a hora. E lá fui eu, às 4h56 tirar o Donzinho da garagem. Lembrei do Sr. Raton que tinha se escondido atrás dos carros.

Fernando estava montando a barraca com sua equipe. Deu ré para eu poder passar com o Donzinho entre as caixas de verdura. O café na garrafa térmica já fazia o café da manhã dos feirantes da minha rua. O primeiro busão já despontava lá do ponto final para iniciar a viagem longa. E a feira, pouco a pouco, vai colorindo a rua com seus aromas, frutas e sabores.
Feira de rua é mesmo um dia de festa. A minha mãe reclama por causa do barulho logo de madrugada. Mas eu acho tudo muito alegre. Os bordões criativos para conquistar a clientela são bão demais.
A Revista Vida Simples, da Editora Abril, trouxe uma reportagem bem legal sobre feira de rua. Quem quiser, leia aqui. E fiquei lembrando que, na época em que participei de um projeto nos 21 CEUs da cidade, uma coisa que me chamava atenção, é que em Sampa city tem feira de rua em todo lugar. Impressionante. Em todos os tipos de bairros, em todas as periferias. Notava que só variava o preço do pastel. Mas aquele espírito de barganha, simpatia e de feirantes falastrões é da marca paulistana de se fazer feira.

Deixei Donzinho na pracinha. Dei "Bom Dia" a todos com uma cara amassada e olhos semi-abertos. O entregador de jornal chegou no momento em que fechava o portão. E lembrei:

- Oba, hoje é dia de Guia.

Fui tentar dormir o resto do sono que ainda havia. E até sonhei um sonho maluco. E perdi a hora mais uma vez. Em dia de feira, meu sono vira freguês.

1 Comments:

Blogger Madalena said...

Mô!
Bateu uma saudade dos nossos papos, dos nossos emails, dos nossos encontros-de-durante-a-semana... e escapei um pouco do trabalho pra vir aqui relembrar seu blog. Que delícia ler esse texto aqui! Minha saudade de vc e de Sampa só aumentou, de um jeito gostoso, relembrando os sorrisos, o sotaque e jeito que nossos paulistas têm, com sua alegria discreta ou barulhenta, de tornar especiais esses todos-dias.
Beijos cheios de alegria e saudade, de vc e da minha cidade!
Ju

5:04 PM  

Postar um comentário

<< Home