segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Brincando de esconder...

Hoje sou um caramujo dentro da casca, uma sujeira embaixo do tapete, um tatu bolinha quando vira bolinha, um peixe bem no fundo do mar: brincando de esconder.

É como se eu pudesse me desligar da tomada e nem tomasse choque por isso. Simplesmente ficar off-line por uns tempos, desconectada das pessoas, dos problemas, das emoções, dos chororôs, dos discursos alheios... Abri mão da coleira eletrônica e fui jogar War, pintei minhas unhas de ameixa e brinquei de faz-de-conta com os meus versos de amor.

Declarei férias da minha própria voz, dos meus próprios conselhos e dos sentimentos mais recônditos que não me deixam em paz, que não me largam. Estou mesmo de saco cheio de ser este alguém que não pára de sentir saudades e que é feita de "pra sempres".

Meu silêncio apazigua, acalma, adormece... Meu silêncio faz esquecer que, por hora, a brincadeira que preciso participar é o "pega-pega" e não "esconde-esconde".

Mô - momento desabafo inspirado no belo post da minha grande amiga .

3 Comments:

Anonymous Rodrigo said...

Coisa inacreditável! O Silêncio! Eu também estou correndo atrás dele como um doido! Por que será que a gente QUER ficar em silêncio, Mônica? Eu tenho a resposta...

6:51 PM  
Blogger Madalena said...

Amiga,
não comento sempre, mas leio tudo. Seu blog tá cada dia mais bacana, fazendo sentir e pensar. Bjão!
Juba

1:41 PM  
Anonymous Luciano Favaro said...

Oi Mô!
Muito lindo esse post!!
Às vezes me sinto assim também. Tenho vontade de me desconectar de tudo... De ficar em silêncio e ver tudo de fora...

Beijão!
Lu

11:36 PM  

Postar um comentário

<< Home