segunda-feira, outubro 09, 2006

Patativas e Rosas...

Em contrapartida, no sábado, assisti a uma série de apresentações num evento cultural em uma das Unidades da escola para qual trabalho. Pois então... Os alunos da oitava série fizeram uma apresentação digna de aplausos e reconhecimento. Mas, sobretudo, mostraram-se “jovens críticos e conscientes”. A idéia era mostrar os acontecimentos do Brasil e do mundo nos últimos 35 anos, justamente na festa que a própria escola comemora seus 35 anos de existência. Mas a moçada foi mais além. Fizeram um paralelo entre o passado e o presente, por meio das músicas, hábitos de consumo, jogo de luz e sombra. Depois, todos os alunos, inclusive os meninos, dançaram uma coreografia ao som de Roda Viva de Chico Buarque com menções à falta de liberdade de expressão dos jovens dos anos 70. Depois, numa outra coreografia, retrataram o imediatismo, a superficiliadade do jovens baladeiros do mundo contemporâneo que se alienam por vontade própria. Foi lindo... E por trás de todo este trabalho, há um grande mestre, um educomunicador: um professor de história que faz uma bela história no colégio e que, pra mim, representa o ideal educador - aquele que indica o caminho, forma leitores do mundo rumo a uma educação transformadora.

Aí, no domingo, assisti ao filme Machuca, chileno e, na segunda, li o editorial da Carta Capital, do Mino. Confirmei meu voto!

Agora falta decidir o meu rumo nessa vida de missões. Tenho que descobrir-me dentro desta engrenagem. Rumo a Kariri ou ao Sul de Minas? Caminhos de patativas ou de rosas??? Hei de descobrir nas prosas e poesias do caminho...

2 Comments:

Anonymous rodrigo said...

Legal, eu adorei o "Machuca". Queria ser como aquele professor. Bjs.

2:35 PM  
Anonymous Carolina Calmon said...

Esse filme é maravilhoso!

Adorei as caraminholas de "vocês".

Bjo

9:19 PM  

Postar um comentário

<< Home