domingo, julho 12, 2009

Santa ou Puta?


A vida tem umas coisas engraçadas por dentro dela. Ganhei um apelido na roça: “Santinha”. Dizem eles que pareço com a moça da novela. Pode? Não sei. Vai ver que é só na brancura. Mas enfim... apelido não se pode recusar. Feio. Como presente. E meu nome já fora esquecido entre as montanhas daqueles cafezais. Só Santinha e pronto! E lá vou eu me meter na conversa das vacas ou ficar numa admiração danada por aquele tamanho de céu que a noite descobre.

Quando volto à cidade, meu nome toma conta de mim, assim, como há de ser. E nesses intervalos do dia, em plena madrugada, fui numa festa de aniversário, num café na Augusta com putas peladas e música do Roberto Carlos. Uma coisa diferente. E divertida. Vestido jeans, botas e batom me seguravam no balcão. Estava eu ali, buscando um intervalo naquele desvario todo, quando um ser cabeludo me aborda sem querer ou querendo muito. E disse: “você trabalha aqui?”

Eita, confusão danada! Santinha de Minas ou Puta da Augusta? Já nem sei mais quem sou eu.

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Puta ou Santa, vamos combinar que aquele "filho do Demo" é tudo de bom heim?
Já pensou? Aquela barba....
Risos!!!
Beijão!
Tams

8:07 PM  
Blogger Madalena said...

E qdo ele tira a camisa então? Até eu, que não gosto de bombadinhos, fico deveras abismada diante da masculinidade do gajo... rs
Bjos

1:17 PM  

Postar um comentário

<< Home